Passo a Passo de como Declarar Seu Imposto de Renda

Apresentar sua declaração de imposto de renda federal pode parecer opressor. Mas você pode enfrentar a temporada de impostos um passo de cada vez – e evitar erros de novato – enquanto aproveita as oportunidades para economizar dinheiro ao declarar seu imposto de renda.

O QUE É UMA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA?

No Brasil, algumas pessoas precisam preencher uma declaração de imposto de renda a cada ano. Este é um formulário no qual você declara suas rendas e ganhos de capital para um ano fiscal. Por outro lado, você também pode usar o formulário para solicitar abatimentos e isenções fiscais.

Por outro lado, as informações da declaração de impostos são usadas para calcular sua obrigação tributária. Você é o responsável legal por declarar sua renda tributável. Se você preencher uma declaração de imposto de renda, ela será uma ‘declaração’ de toda a sua renda tributável do ano. No entanto, quando seus assuntos fiscais são difíceis, você deve contar com a ajuda de um contador.

Se você precisar preencher uma declaração de imposto de renda, esteja ciente de que é um documento legal e você é obrigado a tomar os devidos cuidados ao preenchê-la.

1. FIQUE DE OLHO NA SUA RECEITA PARA DECLARAR O IR

Você precisa apresentar uma declaração de imposto de renda se atingir ou ultrapassar determinados níveis de renda durante o ano. Se você estiver empregado, verifique seu recibo de pagamento para a renda “acumulada no ano”.

Por fim, se você tiver mais de um emprego, certifique-se de somar a renda de todos os seus empregadores. No entanto, lembre-se de incluir renda de outras fontes também, como dinheiro que você ganha com a propriedade alugada, qualquer coisa que você venda, investimentos ou juros.

2. GUARDE A PAPELADA CERTA DURANTE O ANO PARA DECLARAR SEU IMPOSTO DE RENDA

Fique por dentro da papelada tributária ao longo do ano; isso tornará sua vida mais fácil durante a temporada de impostos. Você pode manter os recibos de coisas como doações de caridade, despesas de trabalho e contas médicas, ou outros itens.

Você também pode manter as declarações de empréstimos ou investimentos estudantis e quaisquer subsídios ou bolsas de estudo. Ter esses itens à mão e bem ordenados pode ajudá-lo a determinar se deve pedir ajuda a um contador e tornar o processo mais fácil. Você também deve guardar sua papelada após a declaração. A Receita Federal recomenda manter os registros por pelo menos três anos.

3. CUIDE DOS SEUS PRAZOS ANTES DE DECLARAR SEU IMPOSTO

Receber seus documentos fiscais com antecedência dá a você tempo para preparar sua declaração de imposto de renda até a data de vencimento normal. Planeje a data em que iniciará sua declaração e certifique-se de que seja cedo o suficiente para que você possa planejar outra uma, caso precise de tempo para localizar mais documentos ou obter ajuda.

Em geral, os especialistas recomendam o preenchimento das declarações de impostos o quanto antes. Quanto mais cedo você arquivar, melhores serão suas chances de evitar o roubo de identidade relacionado a impostos, um crime que está aumentando.

4. PREPARE SUA DECLARAÇÃO DE IMPOSTOS

Existem várias opções para preparar e preencher sua declaração de imposto de renda. Saiba mais sobre cada um para que possa fazer a escolha certa para você:

“Arquivo grátis”: A Receita Federal tem um software para preparar o imposto gratuito que pode tornar a preparação de sua declaração de imposto mais fácil com recursos que podem ajudá-lo a descobrir quaisquer deduções ou créditos que você possa receber.

Formulários online da Receita Federal: se sua renda bruta ajustada for superior a esse limite, a Receita Federal tem versões eletrônicas dos formulários em papel que farão as contas para você, mas eles oferecem apenas orientações básicas e não fornecem o mesmo tipo de ajuda para calcular quais deduções ou créditos você pode obter.

Software de preparação de impostos: se você quiser um pouco mais de orientação, pode pagar uma taxa para usar essas ferramentas online, que estão disponíveis por meio de vários fornecedores. Por outro lado, eles orientarão você sobre como preparar sua declaração de imposto de renda e o ajudarão a descobrir quaisquer deduções ou créditos para os quais você possa se qualificar.

Contador: se você perceber que precisa da ajuda individual de um especialista, consulte nossa contabilidade. Por fim, certifique-se de trabalhar com alguém em quem você pode confiar. Você concederá a essa pessoa acesso a muitas informações pessoais, portanto, escolha um contador com cuidado.

Como seu Contador pode te ajudar com seu Imposto de Renda

Para muitas empresas, ter um contador para preparar suas declarações de imposto de renda é a opção mais sensata. Nem todos temos tempo para estudar imposto de renda – e erros podem custar caro. Então, por que não contratar alguém para fazer o trabalho direito e diminuir sua ansiedade?

Para fazer o trabalho direito, porém, seu contador precisará ter todos os registros fiscais corretos o quanto antes. Você deseja maximizar suas deduções fiscais e ter seu retorno arquivado antes do prazo para evitar penalidades.

A maioria das pessoas físicas e jurídicas precisa ter seus impostos declarados todos os anos.

QUAIS DOCUMENTOS LEVAR?

Veja como preparar seus registros fiscais para o seu contador.

  • Registros comerciais comuns
  • Demonstrações financeiras da empresa, incluindo declarações de lucros e perdas, de rendimentos, balanços e declarações de fluxo de caixa
  • Informações da folha de pagamento (se você tiver funcionários)
  • Despesas de negócios (despesas de viagem, despesas de publicidade, aluguel, serviços públicos, material de escritório, manutenção, custos de internet, matérias-primas e frete)
  • Em seguida, informações de despesas de veículos motorizados. Isso se refere a qualquer uso comercial de automóvel, despesas operacionais, registro de condução de veículos com quilômetros rodados de negócios, etc.
  • Detalhes de uso comercial da casa. Se sua casa é seu local de trabalho principal, ou você usa o espaço de trabalho em sua casa para obter sua receita comercial e usá-lo para se reunir com clientes ou pacientes.

Por fim, seu contador fiscal também precisará de quaisquer registros fiscais, como aviso de liquidação e / ou retorno de imposto do ano passado. Isso fornece a seu contador uma prévia de seus lucros ou perdas do ano anterior e informa quais deduções você fez ou ainda não fez. Além de todos os impostos que você pagou no ano anterior.

COMO ECONOMIZAR DINHEIRO COM SEU CONTADOR AO DECLARAR IMPOSTO DE RENDA?

Os contadores são pagos por hora, portanto, quanto mais difícil você fizer o trabalho deles, mais ele custará. As taxas variam de acordo com o tamanho do seu negócio e a profundidade que seu contador deve ter para concluir o seu retorno. Essas taxas podem variar. Aqui estão algumas dicas para reduzir sua conta contábil:

Reúna todos os seus recibos e informações e tenha-os à mão quando encontrar seu contador. Na hora do imposto, os contadores estão ocupados e trabalhando em vários arquivos fiscais ao mesmo tempo. Seja o mais organizado possível.

Em seguida, resuma e some os registros sempre que possível e veja seus resultados. Cheques, faturas, despesas comerciais. Classifique todos os seus recibos de informações por tipo.

Por fim, converse com seu contador sobre como você pode organizar melhor suas informações para facilitar o trabalho dele. Use seu contador para conselho fiscal.

No final das contas, você contratará um contador porque pode ficar bem complicado se você fizer tudo sozinho. E é por isso que você deve deixar isso para alguém que entende. Sejamos realistas, eles farão um trabalho muito melhor e podem economizar seu dinheiro.

O CONTADOR IRÁ TE AJUDAR COM O SEU PLANO DE NEGÓCIOS SEM EVITAR MAIS TAXAS AO SEU IMPOSTO DE RENDA

Escrever um plano de negócios não é a tarefa mais fácil e qualquer ajuda que você conseguir é um bônus. Um contador pode oferecer conselhos valiosos, dando conselhos sobre as ferramentas certas de que você pode precisar para ajudá-lo com os números. Por outro lado, isso adicionará um toque profissional e realista ao seu plano.

Por fim, contadores são ótimos mentores e é importante que você compreenda o que eles fazem e por quê, porque é o seu negócio. Você precisa conhecer seu negócio por dentro e por fora, para digerir tudo o que seu contador lhe disser.

MELHORES CONSELHOS SOBRE TAXAS

Um contador irá explicar tudo sobre os impostos de renda para você e ajudá-lo a escolher o certo para você.

Existem muitas regras que todas as empresas devem cumprir ao declarar seu imposto de renda. E essas não são tarefas fáceis. Além de ajudá-lo com isso, um contador também se certificará de que você paga suas declarações fiscais e dentro do prazo!

Os contadores vão ajudá-lo em todas as fases da declaração do seu imposto de renda. Eles vão fornecer algumas informações sobre sua situação financeira atual e garantir que você está no caminho certo e alertá-lo se houver um problema – antes que se torne um problema sério.

TRABALHE COM UM CONTADOR LADO A LADO

Quer você precise reduzir suas despesas ou até mesmo economizar dinheiro de maneiras que você não sabia, como em seus impostos, um contador saberá onde estão esses pequenos buracos.

Por outro lado, um contador fornecerá grande suporte quando você precisar. Eles têm um grande interesse no negócio e farão tudo o que puderem para ajudá-lo a ter sucesso. Afinal, eles conhecem suas finanças melhor do que você!

Quais as habilidades que um novo empreendedor deve desenvolver?

Antes de tudo, sabemos que o principal objetivo de qualquer empresa no mercado é gerar competitividade. Contudo, em um mercado cada vez mais saturado, é necessário destacar-se para alcançar novos públicos. Por esse motivo, percebemos a necessidade de adquirir novas habilidades e competências empreendedoras para se destacar da concorrência e atingir resultados efetivos.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, confira o nosso post até o final e conheça as 5 habilidades fundamentais que um empreendedor precisa desenvolver.

1. Espírito de liderança

Antes de tudo, a definição de “chefe” já é intitulada como um conceito extremamente ultrapassado quando fazemos comparação à definição de “líder”. Nesse momento, podemos perceber a importância de nos tornarmos líderes em todos os aspectos profissionais e pessoais.

Contudo, sabemos que a liderança em si não significa que seja necessariamente um cargo: nada mais é do que uma questão de atitude. Sendo assim, também consideramos a necessidade do protagonismo, pois antes mesmo de se tornar líder, é necessário assumir autorresponsabilidade e autoliderança.

2. Resiliência

Já tem algum tempo que essa palavra tem se tornado “popular” e comumente usada por muitas pessoas sem ao menos entenderem o seu real significado.

Como se sabe, a resiliência nada mais é do que a capacidade de se adaptar às mudanças, de enfrentar e superar os obstáculos e até mesmo de resistir a situações que exigem extrema pressão.

Contudo, se formos conceituá-la para o lado da habilidade, isso significa que o empreendedor deve ter a total capacidade de acompanhar as novas tendências e se adaptar a elas, de forma que o empreendedor consiga conduzir as mudanças geradas sem impactar os resultados da sua empresa.

3. Criatividade

Quando passamos a entender que o mercado muda constantemente, novas ideias precisam surgir para conquistar o público que também acompanha essas tendências mercadológicas. Em outras palavras, novas situações exigem novas respostas.

Em geral, boa parte do que vimos, aprendemos e ensinamos pode não servir mais, o que nos mostra a necessidade de usar a criatividade em um futuro próximo. A criatividade, como se pode perceber, não se trata de uma habilidade inata, ou seja, é possível desenvolvê-la continuamente.

4. Pensamento inovador e analítico

Antes de tudo, o pensamento inovador e analítico nada mais é do que uma habilidade de extrema importância para o empreendedor, já oferece ferramentas e ações para analisar cenários, identificar processos e ser capaz de inová-los de maneira eficiente. Além disso, com um futuro cada vez mais digital, é necessário entender o desenvolvimento tecnológico e sua usabilidade em produtos e serviços.

5. Aprendizagem contínua

Para que tenhamos visão de futuro, é de suma importância obter sede por conhecimento. Apesar da frase ser clichê (mas super válida), nós apenas paramos de aprender quando morremos. Por esse motivo, acabamos percebendo a necessidade de “jogar fora” algo que já aprendemos para absorver algum conhecimento novo.

Conforme vimos, as habilidades citadas acima são de extrema importância para gerar competitividade no mercado, uma vez que este se encontra cada vez mais saturado e repetitivo. Destacar-se da concorrência exige novas habilidades e competências, o que é de suma importância para o desenvolvimento de um negócio no mercado.

Profissionais Autônomos precisam declarar Imposto de Renda?

Profissionais autônomos precisam declarar imposto de renda? Freelancing oferece muita liberdade, mas também uma responsabilidade muito grande. Isso é verdadeiro quando chega a hora de declarar o imposto de renda. Se você ganhar R$ 400 de um único empregador, deverá incluir essa renda em sua declaração anual de impostos.

Contratar um contador pode ajudar sua empresa a economizar centenas de reais. Entender para quais deduções fiscais você se qualifica é a chave para economizar dinheiro e evitar problemas fiscais.

Administrar seu próprio negócio traz muita liberdade. É bom definir seu próprio horário. Ser seu próprio patrão. Selecionar seus próprios clientes e decidir quais projetos deseja seguir ou repassar. Na verdade, cerca de 57 milhões de pessoas realizam trabalho freelance. Seja como uma situação de curto prazo, trabalho paralelo ou plano de carreira de longo prazo.

No entanto, isso vem com sua cota de desafios. Desde negociar um preço justo para seu trabalho até se preocupar com a origem de seu próximo emprego, e até mesmo se ele virá.

Uma área em que muitos trabalhadores não pensam muito é no pagamento de impostos. Os novos freelancers, em especial aqueles que tiveram empregos tradicionais em uma empresa, estão acostumados com o empregador fazendo deduções em seus salários. No entanto, os autônomos são responsáveis ​​por cumprir suas obrigações fiscais e descobrir o que devem e quando devem pagar por conta própria.

Essas dicas de especialistas em impostos ajudarão você a se preparar para a temporada de impostos.

TRABALHADORES AUTÔNOMOS PRECISAM DECLARAR IMPOSTOS DE RENDA? ENTENDA O BÁSICO SOBRE O ASSUNTO

Como freelancer, você pode ter habilidades refinadas em seu setor, mas isso não significa que saiba tudo sobre a Receita Federal. Portanto, vamos começar revisando alguns princípios básicos de impostos relacionados.

Todos os donos de empresas, sejam eles freelancers ou grandes CEOs, precisam ter um conhecimento básico de contas e impostos para que possam fazer seu dinheiro trabalhar para eles.

Se você ganha R$ 400 ou mais de qualquer empregador, a Receita Federal exige que você declare este ganho. Como empresário, você deve contar esses impostos por conta própria. Então, os autônomos precisam declarar Imposto de Renda, veja a importância com um contador.

QUANDO OS PROFISSIONAIS AUTÔNOMOS DEVE DECLARAR SEUS IMPOSTOS?

Pessoas que esperam dever R$ 1.000 ou mais em impostos são obrigados a pagar impostos estimados a cada três meses, porque a renda não é retida pelos empregadores ao longo do ano.

Além disso, eles podem ter que pagar impostos de renda estaduais, bem como impostos locais.

CONHEÇA A ESTRUTURA DO SEU NEGÓCIO

Que tipo de estrutura é o seu negócio? A estrutura jurídica de seu negócio não afeta apenas seus bens pessoais, mas determina quanto você deve em impostos. Os freelancers geralmente apresentam impostos como proprietários individuais.

O proprietário único é uma ótima opção, mas seus bens pessoais podem estar em perigo se você for processado.

CONSIDERE A CONTRATAÇÃO DE UM CONTADOR

Um contador que entende melhor sobre os impostos autônomos pode ser seu melhor amigo na hora do imposto de renda. Se a sua renda e o status do pedido não mudam muito de ano para ano, você pode ser capaz de pagar seus próprios impostos, mas a situação financeira da maioria das pessoas muda com frequência. À medida que sua declaração de impostos fica mais complicada, você pode precisar de ajuda.

Preencher seus próprios impostos significa manter o controle de todos os seus recibos e declarações e entender o que tudo isso significa.

Todas as transações são importantes, e se suas finanças estão uma bagunça, então é melhor você pagar alguém para resolver isso para você.

Além disso, a Receita Federal atualiza sempre suas leis fiscais. Você pode precisar de ajuda para entender como essas mudanças afetam você.

PENSEM COMO AUTÔNOMOS

Os profissionais da área aconselham os trabalhadores a dedicar algum tempo a cada dia para coletar informações sobre os impostos. O que inclui a atualização de receitas e despesas à medida que chegam. Quando você mantém o controle de suas finanças, seus registros são mais precisos.

Muitos trabalhadores podem usar vários aplicativos de contas para fazer tudo, desde rastrear despesas até digitalizar recibos.

Por fim, acho que a maior coisa a entender é que, embora sejam autônomos – o que tende a ter a conotação de que é apenas um trabalho paralelo – para a Receita Federal, ainda é um negócio, então manter registros precisos e detalhados é importante.

Benefícios em Declarar o Imposto de Renda

Se você ganha qualquer tipo de renda, está sujeito ao pagamento do imposto de renda de acordo com a Lei. Assim que o imposto for pago, você também deverá apresentar declarações fiscais para o mesmo. Se você deixar de pagar o imposto de renda em dia ou não apresentar declarações de imposto de renda, é obrigado a pagar a multa. Em alguns casos, também pode resultar em processo judicial. Se você está se perguntando o porquê deve declarar o imposto de renda, aqui estão alguns benefícios do Imposto de Renda que você deve conhecer:

1. CONSTRUÇÃO DA NAÇÃO

Os impostos são uma das principais fontes de receita para o governo. No entanto, o governo gasta o dinheiro arrecadado em defesa, saúde, educação e no lançamento de vários esquemas para as massas.

2. BENEFÍCIOS NO PROCESSAMENTO DE EMPRÉSTIMO

Além de ajudar a nação, também existem vários benefícios pessoais decorrentes da declaração de imposto de renda. Por exemplo, se você deseja solicitar um empréstimo, como um empréstimo pessoal, deverá apresentar comprovante de renda, como declaração de imposto de renda. Por outro lado, na maioria dos casos, o credor exigirá que você apresente a declaração de imposto de renda de pelo menos três anos.

O preenchimento do imposto de renda ajudará as pessoas a solicitar o empréstimo de um veículo (veículo de duas ou quatro rodas). Todos os grandes bancos podem solicitar uma cópia das declarações fiscais.

Por fim, além disso, mostrar uma cópia dos recibos do imposto de renda também é útil quando o seu pedido de empréstimo for rejeitado. Ou se você não estiver obtendo o valor do empréstimo que deseja. Mesmo ao solicitar um empréstimo habitacional, muitos bancos pedem recibos do imposto de renda.

3. PROVA DE ENDEREÇO

Outro benefício importante do imposto de renda é que os autos de infração funcionam como comprovante de endereço. Portanto, existem vários documentos, como passaporte, pedido de visto, licença, etc. para os quais você deve apresentar comprovantes de endereço. Seus documentos de imposto de renda são ​​nesses casos.

Se você estiver viajando para o exterior, os consulados estrangeiros pedem que você forneça o recibo do imposto de renda dos últimos dois anos na hora da entrevista para o visto. Por outro lado, algumas embaixadas podem solicitar recibos dos três anos anteriores, enquanto outras podem solicitar o recibo mais recente.

Isso é especialmente verdadeiro se você planeja viajar para os EUA, Reino Unido, Canadá ou Europa, não tão rigoroso para o Sudeste Asiático ou Oriente Médio.

Por outro lado, a produção de recibos do imposto de renda mostra que se tem alguma fonte de renda no país de origem, fortalecendo assim a sua tese de quem não vai deixar o país para sempre, mas vai voltar.

Então, ao viajar para países estrangeiros, seja em uma viagem de negócios ou lazer, os especialistas sugerem que você sempre leve consigo comprovantes de renda – comprovante de salário e recibos do imposto de renda. Os consulados especificam esses requisitos na maioria dos casos.

Você precisa preservar os recibos do imposto de renda com cuidado, pois eles são uma prova muito importante de sua receita e de pagamento de seus impostos. Ele contém os detalhes de sua receita total e detalhes de sua receita de outras fontes.

4. RECLAMAR DEDUÇÕES FISCAIS

Um dos maiores benefícios da declaração de imposto de renda é reivindicar deduções fiscais. Existem várias maneiras de reduzir sua responsabilidade tributária geral. Por outro lado, se você fez esses investimentos para economizar impostos, mas pagou mais imposto de renda, pode solicitar o reembolso do mesmo preenchendo a declaração de impostos.

5. BENEFÍCIOS EM INVESTIMENTOS DE ALTO VALOR

Então, investimentos de alto valor, como a compra de um imóvel, são reportados. Quando você paga impostos e apresenta declarações, essas transações podem ser relatadas e comprovadas de acordo com sua renda.

6. EVITE MULTAS

O imposto de renda é obrigatório. Ao não declarar, o fiscal tem o direito de impor uma multa de até R$ 5,000. Além disso, há também processos judiciais envolvidos nas penalidades.

Por fim, como você pode ver, há vários benefícios em apresentar uma declaração de imposto de renda e pagar o imposto de renda. Desempenhe seu papel na construção da nação e experimente todos os outros benefícios listados acima, entendendo suas obrigações fiscais e pagando-as em dia. Peça ajuda a um contador se tiver dificuldade.

Os Maiores Mitos Sobre o Imposto de Renda

Nem tudo que você lê sobre impostos é verdade. Existem algumas coisas em que você pode acreditar sobre impostos que são completamente falsas. Muitos rumores e mitos sobre impostos de renda no Brasil e há um bom motivo para isso. Muitos estados nem sempre são bons em permitir que os donos de empresas saibam como se manter em conformidade.

Hoje quero dissipar alguns dos mitos sobre Imposto de Renda mais comuns que ouvimos e desvendar um pouco do mistério dessa tarefa que muitas pessoas enfrentam.

MITO 1: NÃO PRECISO DECLARAR IMPOSTO DE RENDA PORQUE SÓ VENDO ONLINE

A verdade é que qualquer venda de bens tributáveis, seja online, em uma loja física ou em uma feira de artesanato, é tributável. Sempre há exceções, é claro, mas por uma questão de imposto sobre vendas, as vendas pela Internet seguem as mesmas regras das vendas presenciais.

MITO 2: DEVO DECLARAR IMPOSTO SOBRE TODOS OS ÍTENS QUE VENDO

A maioria dos “bens pessoais tangíveis” é tributável, mas a palavra-chave é “a maioria”. Em alguns estados, itens considerados de primeira necessidade – como mantimentos, roupas, remédios ou livros didáticos – não são tributáveis. Em outros estados, esses itens são tributados a uma alíquota inferior diferente.

Cada estado decide o que é e o que não é tributável. Se você tiver dúvidas sobre se o que você está vendendo é tributável ou não, entre em contato com nossa contabilidade para auxiliar você.

OS MAIORES MITOS 3: PAGUEI IMPOSTO SOBRE UM ITEM, ENTÃO NÃO DEVO DECLARAR SE EU REVENDE-LO

Se você vende um item tributável no varejo, é obrigado a coletar o imposto sobre vendas, mesmo que tenha pago imposto sobre vendas quando comprou o item. Muitas vezes ajuda pensar no imposto sobre vendas como um imposto sobre a transação, em vez de um imposto sobre o item real.

Felizmente, existem maneiras de contornar o pagamento de impostos sobre vendas de itens que você pretende revender. Se você tiver uma licença de vendedor (necessária para coletar o imposto sobre vendas), geralmente pode comprar itens sem impostos no varejo usando um certificado de revenda.

OS MAIORES MITOS 4: NÃO PRECISO DECLARAR IMPOSTO DE RENDA TODOS OS ANOS

Esse mito pode custar-lhe dinheiro. Sempre preencha uma declaração de imposto sobre vendas quando chegar a data de vencimento, mesmo que você não tenha recolhido um centavo no ano.

Alguns acreditam que estudantes e aposentados não precisam declarar impostos, geralmente porque a renda desses grupos tende a ser muito baixa. Mas as pessoas de baixa renda não estão isentas de depósito, embora haja alguns casos em que você possa estar. Se você ganha abaixo de um determinado limite ou atinge uma faixa etária específica, pode se qualificar para obter ajuda gratuita de impostos.

A menos que a Receita Federal indique o contrário, quase todos são obrigados a apresentar uma declaração de imposto de renda. Se você não tiver certeza, a Receita Federal pode ajudá-lo a determinar se você precisa declarar impostos ou não. Você precisará saber o status do seu pedido, o imposto de renda federal retido e algumas informações básicas para ajudar a determinar sua renda bruta.

O aplicativo da Receita Federal pode ajudar a simplificar a matemática para determinar isso. Dito isso, se você acha que pagou impostos a mais, a única maneira de obter uma restituição de imposto é apresentando uma declaração de imposto.

MITO 5: SUA RENDA SECUNDÁRIA É ISENTA DE IMPOSTOS

Se você ganha dinheiro com seu trabalho paralelo, você precisará informar isso em seus impostos. O governo precisa saber quanto dinheiro você levou para casa no ano passado por meio de cada fluxo de receita que possui, incluindo transações em dinheiro.

A renda gerada por você pode tanto ajudar quanto prejudicar seus impostos. Você pode gastar mais tempo declarando seus impostos e pode até mesmo acabar pagando imposto de trabalho autônomo, mas existem alguns créditos e deduções para os quais você poderia se qualificar.

Os autônomos podem deduzir algumas das despesas de sua casa ou veículo se forem usados ​​para negócios. Você também pode reivindicar despesas educacionais e custos de seguro saúde se seu trabalho diurno não cobrir esses custos para você.

Qual documentação levar ao seu Contador para o Imposto de Renda?

Qual documentação deve separar para o Imposto de Renda? Seu contador pode te ajudar com o imposto de renda? Mais uma vez, é hora de se perguntar: devo pagar meus próprios impostos ou contratar um contador?  Como a situação financeira da maioria das pessoas muda a cada ano, vale a pena perguntar outra vez. Apresentar uma declaração de imposto de renda pode ser uma das questões mais complicadas com que você precisa lidar todos os anos. Em especial se você trabalha por conta própria ou possui seu próprio pequeno negócio. Códigos complexos e regras diferentes para várias situações podem tornar seus impostos um processo bastante difícil.

Então, contratar um contador para ajudá-lo com seus impostos pode poupar muito estresse. Veja a documentação para o Imposto de Renda, aqui está uma lista dos itens básicos que você deve fornecer ao seu contador. Embora ele possa solicitar outros documentos específicos de que você precisa.

O QUE SEU CONTADOR FAZ?

Os contadores fiscais têm duas funções principais – preparar declarações de impostos e tributárias.

Quer o contador seja autônomo ou trabalhe para uma empresa. Ele se especializou em auxiliar os clientes no preparo da declaração de imposto de renda. Por outro lado, eles se reúnem com os clientes para reunir a documentação necessária. Estas incluem comprovantes de investimentos e outros documentos financeiros. Para registrar essas declarações, o contador precisa conhecer as leis tributárias. Eles calculam quanto imposto é devido observando as deduções e créditos fiscais de um cliente.

Por fim, os contadores que fazem planejamento tributário costumam trabalhar com empresas maiores que atuam no exterior. O objetivo deles é desenvolver uma estratégia para que as empresas evitem prejuízos fiscais e diminuam o imposto de renda. Contadores internos e externos são contratados por essas empresas para desenvolver planos de longo prazo para economizar dinheiro ao longo do tempo.

1. INFORMAÇÃO DE IDENTIFICAÇÃO

Para preparar seus impostos, um contador precisa de certos detalhes de identificação que possam provar se você é quem diz ser. Seu contador precisará do seu número de seguro social. Por outro lado, todos os anos, a Receita Federal envia de volta centenas de declarações de impostos porque os nomes e números da previdência social no formulário não coincidem.

Você também pode trazer uma segunda forma de identificação. Pode ser carteira de motorista, carteira de identidade militar ou qualquer outra coisa com foto emitida pelo estado.

2. LEVE AO SEU CONTADOR SUA DECLARAÇÃO FISCAL MAIS RECENTES

Embora você possa não se qualificar para as mesmas deduções fiscais ou baixas do ano passado, fornecer ao seu contador o retorno do ano anterior pode ajudá-lo a acessar as informações e calcular certas deduções sem ter que ligar para você toda hora. Por outro lado, se você estiver se reunindo com um novo contador, esta é uma boa chance para discutir problemas que possam existir entre as declarações de impostos anteriores e qual deve ser sua melhor abordagem.

3. DECLARAÇÕES DE RECEITAS ADICIONAIS

Em primeiro lugar, você obteve outras fontes de receita durante o ano? Talvez você tenha algum bônus de juros e dividendos, renda de desemprego ou renda de seguridade social. Por outro lado, se for possível, você deve receber declarações para cada uma dessas fontes de receita que também precisará levar ao seu contador.

4. DOCUMENTAÇÃO DE PROPRIEDADES

Há muitas deduções para as quais você pode ser elegível. Traga todos os documentos relativos à compra recente de uma casa. Comprovante de hipoteca paga ou juros de empréstimo ou comprovante de pagamento de impostos imobiliários e de propriedade pessoal pagos.

5. POR FIM, LEVE AO SEU CONTADOR DOCUMENTAÇÃO DE DESPESAS PARA O IMPOSTO DE RENDA

Para obter suas deduções e créditos, você deve entregar a documentação que comprove suas despesas no ano para o qual está declarando os impostos. Portanto, traga recibos, faturas, contas médicas, doações a caridade, doações de impostos, despesas de procura de emprego, registros de viagens, despesas educacionais, despesas de trabalho autônomo e muito mais para seu contador. É melhor ter muita documentação para fornecer do que pouca.

POR QUE CONTRATAR UM CONTADOR PARA TE AJUDAR COM O IMPOSTO DE RENDA?

Um software financeiro de fácil uso torna cada vez mais fácil gerenciar as finanças da sua prática por conta própria. No longo prazo, entretanto, o uso eficaz de um contador pode gerar dividendos.

Então, um bom contador fará mais do que controlar os recibos e equilibrar o talão de cheques. Além de oferecer orientação sobre como certos itens devem ser classificados na declaração de impostos. Por outro lado, seu contador irá analisar dados financeiros e gerar dados para a preparação de impostos, tomada de decisões e muito mais.

Por fim, você pode manter os custos ​​fazendo você mesmo a parte simples e a preparação de documentos. Peça ao seu contador para treinar você, um membro de sua equipe. E aconselhá-lo sobre os melhores formatos de manutenção de registros a serem usados. Então, criar e aderir a um sistema de registros reduz a quantidade de tempo. Tempo que seu contador precisará gastar.

A importância de automatizar os processos manuais no seu negócio

Conforme a tecnologia continua inovando, as empresas que desejam permanecer competitivas precisam usar essas ferramentas de automação, que podem melhorar muito seus negócios, como o uso de software e outros sistemas para desenvolvedores.

Portanto, se você é um empreendedor e está em busca do crescimento organizacional, descubra a importância de realizar a automação dos processos manuais da sua empresa. Confira agora mesmo!

Principais benefícios

Um dos maiores desafios no ambiente organizacional e no ponto de vista do gestor é melhorar a eficiência do trabalho da equipe sem abrir mão da qualidade dos serviços prestados. No entanto, se isso era uma tarefa complicada no passado, agora é mais fácil usar os softwares e outros sistemas de automação, dependendo do segmento de cada empresa.

Para manter a qualidade do empreendimento e os rumos dos negócios, a satisfação do cliente deve ser uma prioridade, mas quando os processos são manuais, os gestores acabam por esquecer algumas tarefas essenciais, e consequentemente tem um impacto negativo na relação com os clientes.

Porém, com a automação dos processos, a equipe trabalha com muito mais qualidade, o que gera um aumento na produtividade e implica também para a satisfação da base de clientes que já possuem fidelidade com os seus serviços.

Integridade funcional

Com o contínuo desenvolvimento da inovação e dos negócios globais, é necessário ganhar maior competitividade no mercado. Nesse sentido, a automação comercial é essencial para atingir esse objetivo. Ao implementar essa inovação em sua empresa, você pode alcançar muitas vantagens competitivas.

Discutimos um dos pontos principais aqui, que é a competitividade, mas precisamos enfatizar alguns dos outros benefícios. Outro fator essencial é a agilidade e operacionalização dos serviços. Quando o processo é automatizado, torna-se mais rápido e prático os procedimentos.

Por exemplo, a verificação dos dados não depende da análise da planilha, mas das telas do software. Outra vantagem é a redução de falhas. Isso ocorre porque os profissionais podem se concentrar em atividades mais estratégicas.

Ou seja, estamos lidando com funções padronizadas, desempenhadas através da tecnologia, os processos automatizados reduzem muito a chance de erros manuais.

As pessoas têm mais tempo para realizar ações mais estratégicas porque não estão dedicadas apenas para realizar tarefas operacionais que consomem recursos da empresa.

Outro benefício é a redução de custos. O uso da tecnologia torna o processo mais barato porque o tempo reduzido significa, por exemplo, menos recursos alocados nas tarefas, sem falar no retrabalho e outros problemas.

Conforme mencionado anteriormente, o erro humano pode levar a perdas financeiras da empresa. Nesse sentido, quando opta por automatizar o processo de gestão, elimina todos esses custos possíveis, garantindo a saúde e estabilidade financeira da empresa.

Essa abordagem também pode tomar melhores decisões de gerenciamento, como a compra eficaz de matérias-primas e estoque, evitando perdas de negócios desnecessárias.

Por fim, a automação aumenta a capacidade de produção, reduzindo o custo de contratação e manutenção de grandes equipes. Com isso, os recursos podem ser melhor utilizados, para que você invista em estratégias que tragam melhores resultados no mercado.

A importância de automatizar os processos manuais no seu negócio

Conforme a tecnologia continua inovando, as empresas que desejam permanecer competitivas precisam usar essas ferramentas de automação, que podem melhorar muito seus negócios, como o uso de software e outros sistemas para desenvolvedores.

Portanto, se você é um empreendedor e está em busca do crescimento organizacional, descubra a importância de realizar a automação dos processos manuais da sua empresa. Confira agora mesmo!

Principais benefícios

Um dos maiores desafios no ambiente organizacional e no ponto de vista do gestor é melhorar a eficiência do trabalho da equipe sem abrir mão da qualidade dos serviços prestados. No entanto, se isso era uma tarefa complicada no passado, agora é mais fácil usar os softwares e outros sistemas de automação, dependendo do segmento de cada empresa.

Para manter a qualidade do empreendimento e os rumos dos negócios, a satisfação do cliente deve ser uma prioridade, mas quando os processos são manuais, os gestores acabam por esquecer algumas tarefas essenciais, e consequentemente tem um impacto negativo na relação com os clientes.

Porém, com a automação dos processos, a equipe trabalha com muito mais qualidade, o que gera um aumento na produtividade e implica também para a satisfação da base de clientes que já possuem fidelidade com os seus serviços.

Integridade funcional

Com o contínuo desenvolvimento da inovação e dos negócios globais, é necessário ganhar maior competitividade no mercado. Nesse sentido, a automação comercial é essencial para atingir esse objetivo. Ao implementar essa inovação em sua empresa, você pode alcançar muitas vantagens competitivas.

Discutimos um dos pontos principais aqui, que é a competitividade, mas precisamos enfatizar alguns dos outros benefícios. Outro fator essencial é a agilidade e operacionalização dos serviços. Quando o processo é automatizado, torna-se mais rápido e prático os procedimentos.

Por exemplo, a verificação dos dados não depende da análise da planilha, mas das telas do software. Outra vantagem é a redução de falhas. Isso ocorre porque os profissionais podem se concentrar em atividades mais estratégicas.

Ou seja, estamos lidando com funções padronizadas, desempenhadas através da tecnologia, os processos automatizados reduzem muito a chance de erros manuais.

As pessoas têm mais tempo para realizar ações mais estratégicas porque não estão dedicadas apenas para realizar tarefas operacionais que consomem recursos da empresa.

Outro benefício é a redução de custos. O uso da tecnologia torna o processo mais barato porque o tempo reduzido significa, por exemplo, menos recursos alocados nas tarefas, sem falar no retrabalho e outros problemas.

Conforme mencionado anteriormente, o erro humano pode levar a perdas financeiras da empresa. Nesse sentido, quando opta por automatizar o processo de gestão, elimina todos esses custos possíveis, garantindo a saúde e estabilidade financeira da empresa.

Essa abordagem também pode tomar melhores decisões de gerenciamento, como a compra eficaz de matérias-primas e estoque, evitando perdas de negócios desnecessárias.

Por fim, a automação aumenta a capacidade de produção, reduzindo o custo de contratação e manutenção de grandes equipes. Com isso, os recursos podem ser melhor utilizados, para que você invista em estratégias que tragam melhores resultados no mercado.

A importância de automatizar os processos manuais no seu negócio

Conforme a tecnologia continua inovando, as empresas que desejam permanecer competitivas precisam usar essas ferramentas de automação, que podem melhorar muito seus negócios, como o uso de software e outros sistemas para desenvolvedores.

Portanto, se você é um empreendedor e está em busca do crescimento organizacional, descubra a importância de realizar a automação dos processos manuais da sua empresa. Confira agora mesmo!

Principais benefícios

Um dos maiores desafios no ambiente organizacional e no ponto de vista do gestor é melhorar a eficiência do trabalho da equipe sem abrir mão da qualidade dos serviços prestados. No entanto, se isso era uma tarefa complicada no passado, agora é mais fácil usar os softwares e outros sistemas de automação, dependendo do segmento de cada empresa.

Para manter a qualidade do empreendimento e os rumos dos negócios, a satisfação do cliente deve ser uma prioridade, mas quando os processos são manuais, os gestores acabam por esquecer algumas tarefas essenciais, e consequentemente tem um impacto negativo na relação com os clientes.

Porém, com a automação dos processos, a equipe trabalha com muito mais qualidade, o que gera um aumento na produtividade e implica também para a satisfação da base de clientes que já possuem fidelidade com os seus serviços.

Integridade funcional

Com o contínuo desenvolvimento da inovação e dos negócios globais, é necessário ganhar maior competitividade no mercado. Nesse sentido, a automação comercial é essencial para atingir esse objetivo. Ao implementar essa inovação em sua empresa, você pode alcançar muitas vantagens competitivas.

Discutimos um dos pontos principais aqui, que é a competitividade, mas precisamos enfatizar alguns dos outros benefícios. Outro fator essencial é a agilidade e operacionalização dos serviços. Quando o processo é automatizado, torna-se mais rápido e prático os procedimentos.

Por exemplo, a verificação dos dados não depende da análise da planilha, mas das telas do software. Outra vantagem é a redução de falhas. Isso ocorre porque os profissionais podem se concentrar em atividades mais estratégicas.

Ou seja, estamos lidando com funções padronizadas, desempenhadas através da tecnologia, os processos automatizados reduzem muito a chance de erros manuais.

As pessoas têm mais tempo para realizar ações mais estratégicas porque não estão dedicadas apenas para realizar tarefas operacionais que consomem recursos da empresa.

Outro benefício é a redução de custos. O uso da tecnologia torna o processo mais barato porque o tempo reduzido significa, por exemplo, menos recursos alocados nas tarefas, sem falar no retrabalho e outros problemas.

Conforme mencionado anteriormente, o erro humano pode levar a perdas financeiras da empresa. Nesse sentido, quando opta por automatizar o processo de gestão, elimina todos esses custos possíveis, garantindo a saúde e estabilidade financeira da empresa.

Essa abordagem também pode tomar melhores decisões de gerenciamento, como a compra eficaz de matérias-primas e estoque, evitando perdas de negócios desnecessárias.

Por fim, a automação aumenta a capacidade de produção, reduzindo o custo de contratação e manutenção de grandes equipes. Com isso, os recursos podem ser melhor utilizados, para que você invista em estratégias que tragam melhores resultados no mercado.